28 de agosto de 2019

Pesquisa sobre o cônjuge expatriado.

Olá, Coexpat!
O Ministério das Relações Exteriores estima que 2,5 milhões de brasileiros vivam no exterior, o que equivale a um pouco mais de 1% da população brasileira.
Desse número, quantos foram transferidos por empresas?
Mistéeeerio...
Só sei, que os transferidos são minoria. Para se ter uma ideia, a última edição da Mobility Brasil, acho que hoje a pesquisa mais importante sobre expatriação feita no país, acessou 180 empresas e conseguiu ouvir 350 profissionais expatriados - entre brasileiros que foram e estrangeiros que chegaram aqui.
Fato é que, pequena ou grande, se a maioria respondeu a pesquisa ou não - é essa parcela que está ajudando a impactar as bases de um processo de expatriação. Foi esse público que, na última pesquisa, disse - por exemplo - que o futuro da carreira do cônjuge expatriado é um dos pontos que  mais preocupa o profissional transferido em um processo de expatriação. Esse foi o recado passado para as empresas.
E qual é o recado que o cônjuge quer passar?
É HORA DE FALAR!!
Participe da pesquisa Cônjuge Expatriado, feita pela LEVE, e ajude a escrever um discurso real - não idealizado - sobre esse público tão importante para a boa adaptação de toda a família a um novo modelo de vida.
Para responder, basta clicar aqui → CÔNJUGE EXPATRIADO

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Olá! É um prazer falar com você!