28 de novembro de 2018

Expatriada, mude de verdade!


Você pode mudar de roupa, pode mudar até de estilo.
Pode mudar o corte de cabelo, a cor, o penteado.
Pode mudar o seu corpo.
Pode mudar de endereço, de cidade, de país.
Pode mudar de estado civil.
Você pode mudar de carreira.
Você pode mudar de nível social e econômico.
Você pode mudar de calçada.
Pode mudar os planos.
Mas se você não mudar a sua cabeça e o seu coração, você vai continuar tendo os mesmos resultados.
Está feliz assim?
Ok! Então não mexa em time campeão.
Está frustrada? Não está legal?
Então mude de verdade!
Como?
Que tal olhar o outro lado da maçã?
Se você mudar o ângulo que vê as coisas, se você se permitir outras perspectivas, você tem grande chance de mudar a forma como se sente em relação às pessoas e aos acontecimentos e *boom*, um processo de desenrola: seus pensamentos tendem a mudar e o seu comportamento, as suas ações tendem a acompanhar.
A mudança não precisa ser grande, não.
Às vezes, basta olhar para o lado, basta dar um passo a frente, basta trocar o lugar à mesa, basta experimentar uma comida diferente, basta mudar o trajeto que faz todo santo dia, basta ler sobre um assunto que não seja habitual na sua estante, assistir à uma peça que você nunca prestaria atenção...basta ler uma poesia ou parar 10 minutos para observar as pessoas em uma praça.
Às vezes, basta a gente se fazer a pergunta mágica "e se...?"
E se eu respondesse sim? Eu se eu falasse não? O que eu poderia ganhar com isso? O que eu poderia perder? O que de pior aconteceria? E se eu decidisse pagar pra ver? E se eu deixasse o medo de lado? 
O que você pode mudar hoje, fazer diferente agora para se sentir melhor, par aproveitar todo o potencial de viver em um lugar diferente?

Carmem Galbes

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Olá! É um prazer falar com você!