20 de fevereiro de 2018

Qual deveria ser o salário da esposa expatriada?


Quanto vale o trabalho de uma pessoa que acompanha um profissional transferido? Qual deveria ser o pagamento para uma pessoa que deixa a própria carreira para apoiar a carreira de alguém em outro lugar? Se a Coexpatriada - clique na palavra para saber mais sobre o termo - tivesse um salário, de quanto seria?
Eu fiz um levantamento de todas as atividades - que eu me lembrei - exercidas pela esposa do profissional transferido. Já falo sobre os valores...
A fonte de consulta foi o site www.pisosalarial.com.br, que faz o levantamento nos departamentos de RH das empresas e considera apenas os trabalhos reconhecidos por lei. Tomei por base o piso pago por cada função exercida.
Preparada?
Então saiba que você deveria estar recebendo por mês, no mínimo, R$ 59.669,41 para fazer tudo o que você faz!
Isso mesmo: cinquenta e nove mil, seiscentos e sessenta e nove Reais e quarenta e um centavos!
Assustou?Acha muito? Acha pouco? Acha que ninguém pagaria?
Então, entenda como cheguei a esse valor e o motivo de você merecer, no mínimo, esse salário!
  • Agente de viagem - se é você quem programa as férias e todos os passeios para alegrar a família longe de casa: 1.306,11
  • Almoxarife - se é você quem cuida de todo o fluxo de mercadorias da casa: 1.083,10
  • Arquivista de documentos - se é você quem organiza a papelada: 1.079,76
  • Auxiliar de enfermagem - se é você quem cuida das idas ao pediatra, ao dentista, oftalmologista, dermatologista, à fono, à terapeuta... e é também quem administra os horários de medicamentos e suplementos:  1.184,98
  • Auxiliar de contabilidade - se é você quem organiza as finanças: 1.346,09
  • Auxiliar de desenvolvimento infantil - se você é a responsável pela integridade física e bem estar das crianças em casa: 1.015,26
  • Auxiliar de escritório em geral- se é você quem cuida de toda a burocracia da casa: 1.108,57
  • Babá - se é você quem toma conta das crianças: 992,68
  • Bibliotecário - se é você quem está a frente de todo o processo de leitura da família: 2.722,34
  • Cabeleireiro - se você dá um jeitinho no cabelo de todos em casa até encontrarem um profissional que atenda ao padrão da família: 1003,93
  • Camareira - se é você quem arruma a casa: 957,67
  • Chefe de cozinha - se é você quem elabora o cardápio em casa: 1.591,39
  • Cozinheiro de serviço doméstico - se é você quem cozinha em casa: 1.012,27
  • Comissário de voo - se é você quem cuida da segurança e bem estar de todos entre tantas idas e vindas: 1.519,80
  • Contador - se é você quem faz a declaração de imposto de renda, que pode ser ainda mais absurdamente complicada quando se vive fora do Brasil : 3.297,34
  • Controlador de entrada e saída - se é você quem administra o fluxo de pessoas da casa: 1.173,74
  • Copeiro - se é você quem serve a comida, limpa e organiza a cozinha de casa: 954,00
  • Corretor de imóveis - se é você quem busca pela moradia na transferência e quem mantém contato com o administrador do imóvel: 1.256,04
  • Costureira de reparação de roupas - se você é o ponto focal para pregar botões, fazer barras ou bainhas (aí depende da sua origem): 1.008,62
  • Decorador de eventos - se é você quem decora a casa para as festas de aniversários, almoço entre amigos ou colegas de trabalho e eventos para receber a família que vem de longe em épocas como o Natal, Páscoa e férias: 1.184,85
  • Demonstrador de mercadoria - se é você quem tem que encantar a família com os produtos disponíveis na nova cultura: 1012,89
  • Designer de interiores - se é você quem busca deixar a casa com cara de lar: 1.627,74
  • Detetive profissional - se é você quem faz a investigação para encontrar o melhor médico, o açougue que vende a carne de melhor qualidade, a padaria que tem pão que lembra o do Brasil: 1.448,58
  • Economista doméstico - se é você quem otimiza todos os recursos da casa: 2.345,77
  • Empregado doméstico nos serviços gerais - se é você quem limpa a casa: 967,92
  • Esterilizador de alimentos - se é você quem cuida da higiene e consumo dos alimentos em casa: 1.113,04
  • Intérprete - se é você quem traduz a nova cultura, mesmo que você também não entenda direito como ela funciona: 1.311,77
  • Lavador de roupas - se é você quem lava a roupa em casa: 967,92
  • Motorista de carro de passeio - se é você quem leva todo mundo pra baixo e pra cima: 1.235,38
  • Nutricionista - se é você quem faz as contas e as pesquisas para manter a alimentação saudável, apesar de não conhecer boa parte dos alimentos normalmente consumidos na nova cultura: 2.215,64
  • Organizador de evento - se é você quem organiza festas de aniversário, almoços e jantares para os novos amigos, lanches para os amigos das crianças: 1.714,42
  • Ouvidor - se é você quem tem que encaminhar e dar as respostas para as reclamações e insatisfações da família: 2.613,84
  • Passador de roupas em geral - se é você quem passa a roupa em casa: 954,00
  • Porteiro de locais de diversão - se é você quem fica atenta quando o pessoal da escola está em casa:  958,17
  • Professor leigo do ensino fundamental - se é você quem dá aquela força na tarefa de casa:  1.284,67
  • psicólogo - se é você quem segura a onda: 2.343,98
  • Recreador - se é você quem está sempre pronta para divertir: 1.047,24
  • Relações Públicas - se é você quem cuida e preserva a "marca" da sua família, externa e internamente: 2.937,76
  • Repositor de mercadorias - se é você quem faz a lista de mercado, as compras e bota tudo no lugar: 954,00
  • Salva-vidas - se é você quem fica na beira da piscina berrando com a molecada: 1.174,94
  • Socorrista - se é você quem corre para emergência em caso de doença ou acidente: 1.174,90
  • Terapeuta holístico - se é você quem deixa de lado conceitos e preconceitos e recorre às técnicas alternativas para ver sua família bem: 1.466,30

Devem ter muitas outras atividades que não me vieram à cabeça. Assim como deve ter alguma atividade que você não exerce. Sem problemas. Consulte o site, acrescente o valor daquilo que você faz e retire o que você não faz.
Esse levantamento pode parecer uma piada, pode parecer brincadeira, mas meu objetivo com ele é mostrar na prática o valor da mulher que deixa muita coisa de lado para apoiar a carreira de outra pessoa em outro lugar. Isso para quem entende a vida só através dos números...porque, como sabemos,  há coisas difíceis de precificar, afinal, qual é o preço do suporte, o valor do incentivo,do apoio?
Gostou? Esse texto levantou seu ânimo? Que ótimo! Ele serve para te mostrar que seu trabalho, infelizmente ainda muito invisível, vale muito, muito mais que você imagina! A ideia com essas palavras é dar um up na autoestima, ajudar você a segurar a onda, é ajudar a te mostrar que sem você, voce bem, em plena saúde física, emocional e espiritual, a expatriação tem grande chance de afundar...porque, como amo dizer: expatriação é um projeto em família!!
Mas...como perco amigo, não a piada, o  texto também pode ajudar a embasar o sarcasmo naqueles dias em que você fica sem paciência...Como? Imagina aquela ceninha típica:
Alguém: "Então, tá de férias sem prazo para acabar, hein...o que você faz o dia todo?"
Você: "trabalho escravo!" Foco na cara de ué! kkkkkkk
Mas é muito azedume, né não?
Então da próxima vez que te fizerem a pergunta, explique tintim por tintim cada função exposta aqui. Use e abuse do tempo da tal pessoa abusada!
No mais, se você entendeu o seu valor, internalizou e agora  quer ir além de todos esses papéis desempenhados, mas não sabe como, conte comigo! Descubra como o Coaching pode te apoiar nesse processo! Visite: www.leveorganizacao.com.br

Carmem Galbes


ah...um pedido, se gostou dessa reflexão e for usar esse material como base para algum texto, comentário ou como fonte de inspiração, por favor, seja legal, em todos os sentidos do termo, cite a fonte! Claro que você pode aproveitar esse conteúdo, desde que cite o blog da Leve, a autora, no caso eu, Carmem Galbes, e compartilhe o link! Agradeço a sua ética e seus bons modos!


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Olá! É um prazer falar com você!