19 de março de 2010

Entre GPS e taxa de juros.

Olá, Coexpat!
Outro dia conversamos sobre como pode ser prudente deixar bem claro onde estamos e para onde vamos quando fixamos residência pra lá da fronteira - por mais que muitas vezes nem a gente saiba. O fato é que a matrícula consular funciona como uma espécie de GPS.
Ok, na cidade onde você mora não tem consulado. No problem, o consulado vai até Maomé. São os consulados itinerantes. Aqui você fica sabendo se e quando estarão na sua cidade ou, pelo menos, próximo dela.
Por falar em mobilidade, o portal consular tem uma guia para quem está voltando para o Brasil. O Guia do Brasileiro Regressado traz informações - por exemplo - sobre bagagem, validação de diplomas conquistados no exterior, como resolver pendências com a justiça eleitoral e assim por diante. Vale uma olhada, porque - na volta - são tantas providências emperrando o dia dia, que acabamos esquecendo completamente de alguns detalhes importantes.
É...acho que estou bem econômica hoje. Será culpa do Copom que quer esfriar e tal do ânimo consumista?
Carmem Galbes

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Olá! É um prazer falar com você!