15 de maio de 2009

Essa baixa auto-estima...

Olá, X!
Você se esforça para acessar a cultura estrangeira. Lê o que pode, se empenha no idioma, se enfia em associações, agremiações, conselhos de pais, de amigos dos bichos, das árvores, das frutas... Se mete em grupos de oração, esotéricos, de voluntários... Se aventura pela culinária...pela flora e fauna... Tudo para ir chegando, conhecendo e, aos poucos, ir mostrando o lado B - de bom - da cultura brasileira, tudo aquilo que vai muito além de carnaval, caipirinha e Pelé.
Aí, em plena sexta-feira, durante uma sabatina da Folha de S. Paulo, vem o Ronaldo - o jogador - e diz que o filho dele é quase europeu.
Até aí, por mim, ele pode ser o que der na telha. Brilhante foi a explicação: “ele é doce, não fala palavrão e é educado.”
Como diria uma brasileira: “zente!”
Então, se o guri tivesse sido criado no Brasil seria amargo, boca suja e uma peste?
Diante do zumbido da platéia, Ronaldo concordou que o moleque é mesmo brasileiro - tem passaporte brasileiro, notha! - só que acrescentou: "mas eu prefiro que ele tenha amiguinhos europeus do que amiguinhos brasileiros. Os brasileiros são muito malandros(...)A gente não queria que fosse assim. Esta diferença é uma realidade, e, se posso escolher, prefiro que meu filho tenha uma educação européia.”
Bem, de duas uma: ou o cara se acha um fracasso como pai, incapaz de educar uma criança independente da cultura em que esteja inserida, ou ele vive em uma bolha - ou seria uma bola? - e ainda não percebeu que tem criança de todo tipo em todo lugar do mundo, assim como tem malandro, esperto, honesto e bocó em todo canto do planeta.
Pra encurtar essa coisa: se o Ronaldo - como brasileiro - se acha muito malandro, ele que fale por ele! Cada um com seus “pobrema”. Aff...

2 comentários:

  1. e verdade,acho q se todos fossem iguais ao Senna,seria mais facil nos respeitar mais no exterior,ao contrario do Nelson Piquet com aquele sotaque ridiculo se fazendo de italiano,acho q devemos ter orgulho do Brasil

    ResponderExcluir
  2. Olá!
    Seja lá quem você for, obrigada pela visita!

    ResponderExcluir

Olá! É um prazer falar com você!