27 de janeiro de 2009

Tempo e expatriação, da sobra ao excesso...

Olá, Coexpat!
O tempo está sempre em pauta. Normalmente ele é o assunto quando está em falta. Mas, dependendo do motivo da expatriação, ele é presença marcante pela abundância.
Adoro vagar por Eclesiastes e mudar a ordem e os pares de um dos clássicos sobre o tema : “Tempo para calar...tempo para bailar...tempo para curar...tempo para destruir...”
Gosto do som da palavra tempo, principalmente quando dita pelo “Seo Silvo Santis”: temmmmmpo.
E dessa brincadeira de imitar o inimitável saiu:
Temmmpo, temmpo, tempo.
Tempo, temperamento, tempestade.
Tempo, temperança, tem piedade.
Tempo, temperatura e pressão anormais.
Tempo, tempos, templo.
Temmmmpo.


Carmem Galbes

Imagem: SXC

2 comentários:

  1. Ah, o tempo...
    Isso corrói tudo...
    Abraços,
    Tati.

    ResponderExcluir
  2. Oi Tati,
    Concordo! E acho que constrói bastante também...
    Abraços

    ResponderExcluir

Olá! É um prazer falar com você!