23 de dezembro de 2008

Amo presente de amigo secreto!

Olá, Coexpat!
Depois de um tempo, a gente topa algumas coisas só para fazer parte. O amigo secreto é uma delas. Eu até gosto dessa brincadeira, mas é preciso encarar o espírito do jogo: integração. Quantas vezes a gente não tira aquela pessoa que mal conhece, cuja relação nunca passou de um oi. Isso é que é legal nesse jogo, a gente tem a chance de prestar atenção nesse alguém, às vezes estranho, esquisito, diferente... Você observa o que seu amigo secreto quer, o que ele gosta, o que costuma usar. Isso deveria ser uma coisa do dia a dia, porque é um exercício muito prazeroso, mas seria muito fazer o mundo parar de girar só em torno da gente...
Pois bem, esse ano entrei em um amigo secreto gringo. Diferente do que ocorre no Brasil, em que o suspense gira em torno de quem vai ganhar o presente, aqui nos States, quem dá o presente é que é secreto. Os pacotes são colocados anonimamente em um local predeterminado. Cada embrulho é devidamente identificado com o nome do destinatário. O presenteado pega o embrulho e tenta adivinhar o papai Noel, daí o nome secret Santa (Claus).
O que achei interessante foi ver como quem dá o presente fica satisfeito quando o presenteado gosta do que ganhou. No meu caso, fiquei pra lá de feliz quando minha amiga abriu um sorriso largo ao ver a pulseira, biju - aliás - que descobri que ela adora.
Embora a gente viva na era “egoística”, no fundo o que todo mundo quer mesmo é agradar, é se sentir aceito e amado. Nem todo mundo sabe direito como fazer isso. Têm aquelas vezes em que a gente acha que está agradando, mas não está. O fato é que o gosto quando a gente acerta é doce, suave e dura por muito tempo.
Então é esse presente que desejo pra você nessa expatriação, que você consiga sentir mais vezes a satisfação de agradar e de ser aceito, seja lá como você for!
Também torço para que você tenha lucidez e independência!

Carmem Galbes
Imagem: SXC

2 comentários:

Olá! É um prazer falar com você!