15 de novembro de 2008

Sobre Houston!

HOUSTON
Nem como turista, nem como estudante, nem como expatriada. Jamais pensei em Houston como um endereço. Mas essa cidade me pegou de jeito e simplesmente adoro viver aqui. Por isso, prepare-se para um relato apaixonado e, obviamente, tendencioso. A cidade tem 162 anos, mas
dizem que o negócio começou a andar por aqui com a descoberta dos poços de petróleo em 1902, as más línguas preferem dizer que Houston só foi pra frente com a invenção do ar-condicionado, fato ocorrido também em 1902, que veneno...
A região é quente sim. No verão o Sol é capaz de provocar sensações que vão de “queimadura de panela” à sauna desregulada. Em compensação, o inverno não te prende em casa, você tem que tirar o casaco lá de cima, mas o frio não assusta.
Mas vamos aos fatos. Pelas contas oficias - a última feita em 2006 - Houston tem 2,2 milhões de habitantes, fora os outros 3 milhões da região metropolitana.
Se Texas é a mãe de Itu, como bem lembra uma amiga, Houston não poderia deixar de ser marcada por superlativos. Um dos mais famosos: aqui está o maior, e talvez o mais respeitado, centro médico do mundo.
A quarta maior cidade dos Estados Unidos tem, claro, uma das principais características de um grande centro: o congestionamento. Aliás, viver aqui sem carro exige muita, mas muita boa vontade . Não bastasse o grande intervalo entre os ônibus, isso quando a região é servida por algum, você se sente um alienígena fora da nave andando pelas ruas. É muito raro encontrar um pedestre. O bom é que a carteira de motorista brasileira vale um mês, tempo para você passar no exame de motorista daqui - aliás, bem tranqüilo.
Por falar em E.T.s, a cidade é o endereço do centro de controle das missões da Nasa. Cabeções - no bom sentindo - vivem por aqui. A terra da Beyonce - conhece? - reúne mais de 40 opções entre institutos, centros de pesquisa e universidades.
Talvez por não ter belezas naturais, a cidade se sinta na obrigação de se manter atraente. O calendário oficial de 2008, por exemplo, conta com 600 atrações. Tem de ópera, comédia, dança clássica e contemporânea, sinfônica e peças - em espaços fechados ou não - até exposições na região que concentra cerca de 20 museus - literalmente um em cada esquina.
E se der fome, é possível comer fora diariamente e passar os 365 dias do ano sem repetir restaurante. E se tem uma coisa que faz de Houston uma cidade cosmopolita - uma exceção texana, aliás - é restaurante. Outra coisa, um levantamento da prefeitura mostra que aqui são faladas - ou ouvidas - mais de 90 línguas. Aliás, a cidade é bilíngue, inglês e espanhol, e brasileiro não costuma ter problemas para se comunicar.
Quanto à limpeza e segurança, a chamada “área dentro do looping da 610”, ou do anel, reúne também beleza e organização.
Quer promoções? Houston é ótima. Adora uma marca? Houston reúne as mais famosas do mundo. Gente bonita? Seja esforçado. Gente legal? Seja legal. Gente educada? Com certeza.
Vou dando detalhes.


Carmem Galbes
Imagem: SXC
Site Prefeitura de Houston

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Olá! É um prazer falar com você!