12 de setembro de 2008

O furacão apronta e eu é que fico de castigo?!

Olá, Coexpat!
Tentei almoçar por aí...tudo fechado...de restaurante a posto de combustível, de mercado a shopping center
Sinistro...
As janelas estão todas cobertas por tapumes de compensado. 
A cidade está vazia...vazia...
Passei o resto do dia grudada na tv.

Assisti a muito congestionamento!
O percurso entre Houston e Dallas, que leva umas 4 horas de carro, chegou a ser feito em 12. 
Vi o Ike avançar a cada minuto.
Vi também a polícia passando de casa em casa para ter certeza que as pessoas tinham deixado os locais considerados de risco.

E ainda vi o drama dos pobres. Saber que a casa pode sair voando essa noite, ter que ir para abrigo...
Além do vento, da enchente, dos estragos, dos feridos...o governo também tem que ficar de olho nos oportunistas. Então, toque de recolher! Minha região ficou fora da lista, mas quem se arrisca a sair? 

Eusinha!! E ainda queria almoçar fora! 
Vai tomar no olho do Ike! Estou de castigo... 
Porque ter que ficar em frente à tv, vendo um urso morfético infernizar a vida do repórter de plantão em pleno hurricane, é mesmo um castigo!

Foto de Smiley N. Pool: Chronicle - Houston 11.09

Carmem Galbes

Um comentário:

  1. Hello Houston, Jaguare calling...

    E ai carmencita, sobreviveu? Afinal já é dia 15 e vc não escreve nada sobre o fim da história da Ike.....
    Aqui estamos sob o efeito de uma massa de ar polar vinda lá do lado dos hermanos....

    ResponderExcluir

Olá! É um prazer falar com você!