28 de agosto de 2008

Meus amigos, meus espelhos!

Olá, Coexpat!
Sou da turma que apoia a necessidade do ser humano ter sempre - pelo menos - um objetivo. É que objetivo é como combustível, move a gente. Ele pode ser nobre, simples, rápido, coletivo, instável, insano, como queira.
Conversando por aí tive acesso a alguns propósitos de outr@s coexpatriad@s.

Tem sempre alguém que quer aprender o idioma local. Também já ouvi que tem gente que quer aproveitar esse tempo na 'gringa' para buscar uma especialização, ganhar uma grana, fazer trabalho voluntário, ter filho, aprender uma atividade, levar uma vida do avesso, expandir a consciência, ler tudo o que não teve tempo, meditar, fazer nada, emagrecer, enfim... cada um é cada um, ou não ?
Uma coexpatriada confessou que está mesmo é exercitando a paciência. Tá esperando com toda boa vontade do mundo a repatriação chegar! Que fase ela deve estar passando...

Meu objetivo está focado em outra virtude: a amizade.
Eu sei, fazer amigos não é fácil. Quando se está expatriada então...Eu sei que tem gente que promete a si mesm@ nunca mais confiar em ninguém depois de ficar ferid@ com uma amizade.
Aristóteles diz que a amizade depende de outras qualidades.

Há um pessoal que defende que a amizade pode ser até um vício quando impede a expressão de virtudes como a justiça, por exemplo.
Ai...isso pode ir longe...

O importante é ter amigas e amigos. Não importa a forma, mas o conteúdo. Não importa como eles chegam, mas se ficam - pelo menos na lembrança. Não importa quantos, nem onde estão, nem há quanto tempo são...
Aos poucos a gente aprende que manter um relacionamento assim exige dedicação das duas parte. É uma cosntrução diária, árdua, algumas vezes sofrida, algumas vezes cansativa.
Pensando bem, a amizade me deixa até em uma condição desagradável, a de eterna devedora. É que devo à amizade a noção de bem, de mal, de satisfação, de ausência, de engano, de perda...

Mas a amizade compensa. Compensa porque me dá o melhor que posso ter nessa vida: a noção de mim mesma.

Carmem Galbes


Um comentário:

  1. Cara Ex!!!

    Comecei a ler os artigos do seu Blog esta manhã. Confesso que não tenho visitado ele com frequencia, apesar de adorar passear nas suas palavras. Enfim, é o dia-dia nos consumindo, ainda mais agora que nos tornamos universitárias novamente. É uma experiência fascinante, mas que nos deixa inacessível para conversar com as pessoas que conhecemos a pouco tempo, mas que já nos é tão querida.
    Quando me deparei com este artigo, nossa, lembrei de que estamos distantes, ocupadas com nossas tarefas diárias. Em função do pouco tempo disponível, resolvi fazer um pouco de faxina a cada dia, assim não me desgasto... O inglês tem sido minha prioridade no momento.
    Bem, só queria registrar que adoooooooorei todos os artigos, mas este em especial.
    Abraços de uma Ex

    ResponderExcluir

Olá! É um prazer falar com você!